sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Veredicto

Busquei as palavras mais complexas.
Embasei-me em verdades conexas.
Mas perdi o raciocínio, e ruiu a minha tese.

Quando a simplicidade do seu olhar me fulminou,
percebi que, sob o seu domínio, estou
condenado à máxima pena.

Sem atenuante,

te amar a cada instante.

2 comentários:

Toninho disse...

Maravilhosa condenação.
É o amor em sua plenitude.
Bom fim de semana amigo.
Meu abraço de paz e luz.

✿ chica disse...

Que beleza te ler,Laerte!Sempre!!abração,chica

Postar um comentário