terça-feira, 12 de julho de 2011

A próxima Estrada

Lentamente, deslizando no peito,
– sob o efeito da dor,
descaminhos da alma,
que perdida se entrega ao fel –
lembranças conduzidas,
sorvem o amargo.

Delirante rumo,
até que se decida,
na próxima saída,
desvio para nova estrada.


1 comentários:

Jardim das poesias infantis/Magia em versos disse...

E que essa estrada te conduza a alegres caminhos.
Linda poesia com mensagem de esperança.
Atrasado mas com carinho um feliz dia do amigo.
abração

Postar um comentário