sexta-feira, 22 de julho de 2011

Sina Insana


Mergulhos de cabeça
 – paixões equivocadas –,
numa nuvem espessa

que não pode ser furada.
Mais um poema na tristeza,
bálsamo pra feridas mal curadas.

Oh, sina insana!

Ser vítima de um coração que só se engana.

5 comentários:

Dama da Noite disse...

Mergulhei profundamente nestes versos. Bom fds pra vc.

Dolce Vita disse...

Belíssimo indriso!

Beijos

Maria Emilia Xavier disse...

Mas ama...sonha...deseja...É humano seu coração, meu amigo. Lindo seu Blog, estou te seguindo.

Tiago do Valle disse...

Muito bom! Bem inspirado!

✿ chica disse...

Muito legal e te achei aqui!!!rs abração,ótimo fds,chica

Postar um comentário